RAM e Swap

RAM e Swap

Otimização da RAM e swap como arquivo

Subscribe to my newsletter and never miss my upcoming articles

Listen to this article

SWAP como arquivo

  • As vantagens:

A partir do kernel Linux 2.6, o swap em arquivo passou a ter o mesmo desempenho do swap em partição.

A redução da quantidade de partições em disco, tornando mais fácil a administração do mesmo.

A possibilidade de aumentar ou diminuir, rápida e facilmente, a área de swap (sem reiniciar ou particionar).

A possibilidade de gerar, de forma simples e on-line, diversas áreas de swap por SO instalado (o kernel 2.6 suporta até 32 áreas).

  • Instalação do GNU/Linux (Debian):

Ao instalar o S.O. não crie partições de swap. Ao finalizar o particionamento, será dito que não há uma partição de swap e será perguntado se você deseja voltar ao menu de particionamento.

Responda não e o instalador passará para a próxima etapa.

Após instalado o sistema e funcionando:

Com a ferramenta dd, crie na raiz do sistema um arquivo do tamanho do swap desejado. Use o nome swapfile ou nome "swap”, para num futuro, não apagar sem saber o que é.

Saiba que as partes desse arquivo são criadas dentro da RAM e transferidas para o disco. Então, crie partes inferiores à quantidade de RAM livre. Por padrão, use blocos de 100 MB. Assim, caso deseje um swap de 500 MB, você precisará de 5 blocos de 100 MB.

Criando arquivo vazio com 100MB de tamanho de bloco 20 vezes (resultando um arquivo de 2GB):

dd if=/dev/zero of=/swapfile bs=100M count=20

Depois de criado o arquivo, marque o mesmo como área de swap e dê permissão como 600:

mkswap /swapfile && chmod 600 /swapfile

Para fazer com que a área de swap seja habilitada durante o boot do sistema, edite o arquivo /etc/fstab e insira no final do mesmo:

/swapfile    none    swap  sw     0    0

Você poderá ter mais de uma área de swap em arquivos como /swapfile2, /swapfile3 etc.

Testando o swap:

# free -m | grep Swap ---> antes de ativar, não há o swap

# swapon /swapfile ---> ativa o swap

# free -m | grep Swap ---> verifica memória livre, após ativar o swap.

Melhor desempenho da RAM/SWAP

Objetivo: Determinar através do kernel (sysctl) quando o sistema deverá utilizar a memória swap.

Com isto, o linux vai usar mais a memória RAM e dar prioridade a ela, ao invés de levar isto para o HD (swap) e deixar alguns processos mais demorados.

Por padrão, o valor de swappiness no debian é 60. Ou seja, usará o swap quando a RAM estiver em torno de 40% a 50% em uso.

Verificar valor padrão:

cat /proc/sys/vm/swappiness

Reduzindo o valor de swappiness para 10 ou 15 (neste exemplo, reduzi para 5), o arquivo de swap será usado apenas quando o uso da RAM chegar em torno de 80 a 90 por cento.

Edite:

# vim /etc/sysctl.conf

Altere (adicione se não existir a linha) no arquivo:

vm.swappiness = 5

(Há quem coloque 0 ou 1, mas prefiro assim)

Para evitar a necessidade de reiniciar o sistema, execute:

sysctl vm.swappiness=5

depois, apenas como verificação, execute:

swapoff -a
swapon -a
sysctl -p /etc/sysctl.conf

image.png

 
Share this
Proudly part of